Eventos anteriores

35ª EDIÇÃO – 2019

Oportunidades que expandem os horizontes

Buscando aprendizado, oportunidades e desenvolvimento nos mais diversos campos, a 35° SEQ trouxe o tema, “Oportunidades que expandem os horizontes”. Durante a edição do ano de 2019, os congressistas tiveram a chance de conhecer os diversos caminhos que podemos seguir na graduação, na vida pessoal e na profissional.

E fica o questionamento, qual caminho seguir dentre os muitos que nos é mostrado? A 35ª Semana da Engenharia Química da UFMG não apenas apresentou as diversas oportunidades presentes na nossa vida, mas, desenvolveu esses caminhos, permitindo que os participantes ampliassem seus conhecimentos e tivessem mais certeza do que desejam para a sua vida.

Nesse sentido, a SEQ foi em um caminho contrário às limitações e às restrições, propondo a expansão dos horizontes e a ampliação do nosso panorama. Olhando para o futuro, é possível ter mais certeza e ter mais confiança das ações realizadas no presente.


34ª EDIÇÃO – 2018

Conquiste seu espaço, construa o futuro

A comissão organizadora propôs o desenvolvimento de três pilares durante a semana do evento:

– O primeiro pilar relaciona-se ao desenvolvimento pessoal do congressista a partir de workshops comportamentais, minicursos de autoconhecimento, liderança, gestão de tempo, marketing pessoal, dentre outros;

– O segundo pilar busca o desenvolvimento técnico-científico do estudante, a partir de palestras, minicursos e visitas técnicas, o congressista terá a oportunidade de adquirir novos conhecimentos na área de engenharia química e, além disso, conhecer as mais diversas e atuais possibilidades de carreiras que se pode seguir dentro do ramo;

– O terceiro pilar aborda os caminhos para se chegar ao mercado de trabalho, a partir de uma programação que irá englobar temas como currículo, processos seletivos e programas de trainee, o estudante estará mais preparado para lidar com as etapas e dificuldades para se alcançar o estágio ou, até mesmo, o emprego desejado.

33ª EDIÇÃO – 2017

Um caminho a ser construído, seguido ou guiado?

A Engenharia Química se destaca por ser uma área de atuação ampla, sendo aplicável em diversos campos e possível de se desenvolver em inúmeras áreas do conhecimento. Mas até onde esse conceito é claro para aqueles que a cursam ou têm interesse na área?

Quais seriam os limites da atuação do engenheiro químico dentro dessa diversidade de caminhos? A extensão do curso gera dúvidas e incertezas que, de certa forma, interferem na formação e no percurso dos estudantes tanto na vida acadêmica, quanto no mercado de trabalho.

Em um contexto de incertezas, a 33ª Semana da Engenharia Química propôs uma imersão do estudante em sua própria realidade. A ideia era que, a partir do conhecimento pessoal e profissional, ele adquirisse consciência de como deseja trilhar seu caminho e fosse capaz de tomar suas próprias decisões, construindo seu próprio futuro profissional, seguindo o que é pré-estabelecido pela universidade, ou sendo guiado por um objetivo de carreira previamente conhecido.



32ª EDIÇÃO – 2016

Expansão de Habilidades: Interligando Conhecimentos

Conhecimento não é compartimentado e habilidade não é talento.

Como seres humanos precisamos saber analisar, relacionar e associar informações para desenvolver e criar novos conhecimentos. Pensando em um futuro próximo, quando os computadores já terão substituído várias profissões que ainda existem hoje, o fator que possivelmente vai diferenciar o trabalho humano será a própria humanidade. Isso inclui nossas habilidades de trabalhar com pessoas, de criar conhecimentos, de usar os computadores para alcançar objetivos, de interpretar experimentos, de desenvolver pessoas e inovações.

Nesse sentido, é importante ampliar nosso potencial pessoal e profissional em diferentes âmbitos – intelectual, interpessoal, ético e moral, de autoconhecimento, de comunicação, de responsabilidades social e ambiental.

31ª EDIÇÃO – 2015

A Engenharia Química nos desafios da atualidade: propondo soluções inovadoras

Em meio a um mundo globalizado onde bens, desde intelectuais até materiais, correm em velocidades cada vez maiores entre povos e nações, interatividade e desenvolvimento são consequências inevitáveis. No entanto, juntamente com esse “encurtamento” de distâncias ao qual estamos submetidos, também surgem problemas que antes tinham caráter local mas que, hoje, são de responsabilidade de todos, tais como questões hídricas, energéticas, ambientais e sociais.

Nesse contexto, fica a seguinte pergunta: como a Engenharia Química é capaz de contribuir para a solução de tais problemas? É justamente esse ramo da engenharia, tão amplo e aberto a diversas ramificações de atuação, que vem se mostrando apto a propor soluções eficientes e inovadoras que sirvam de apoio às gerações atual e futura.

Essa foi a proposta da 31ª Semana da Engenharia Química: permitir que os participantes tenham contato com as diversas formas através das quais a Engenharia Química tem sido útil na resolução de questões que nos afetam direta ou indiretamente, aplicando conhecimentos da área na construção de respostas inteligentes, práticas e sustentáveis.



30ª EDIÇÃO – 2014

O Panorama Profissional do Engenheiro Químico: uma escolha, muitos caminhos

Uma recorrente observação nos cursos de Engenharia Química são as dúvidas que muitos dos estudantes possuem sobre as áreas de atuação. Esse tipo de dúvida é muito comum, e sua origem pode estar relacionada à própria definição de carreira.

O engenheiro químico é um profissional extremamente flexível, que se enquadra nas mais diversas áreas do mercado de trabalho. Indústrias petroquímicas, farmacêuticas, mineradoras, alimentícias, de cosméticos, de tratamento de resíduos, de processos químicos, de energias renováveis, de aditivos químicos e os setores de pesquisa e de inovação tecnológica são apenas alguns dos muitos exemplos dentre os quais a figura do engenheiro químico se destaca como peça fundamental de produção.

Nesse contexto, torna-se de extrema importância a apresentação de todas essas oportunidades aos estudantes, de modo que eles possuam maior propriedade de decisão para quando essas escolhas forem necessárias.

29ª EDIÇÃO – 2013

Qualidade e otimização de processos

As indústrias lidam com vários processos físicos e químicos de transformação da matéria. A Engenharia Química surgiu baseada nos fundamentos da transferência de calor e massa, fluidodinâmica e cinética, aplicados de modo a controlar e aprimorar os processos industriais. Estes foram evoluindo ao longo do tempo, de modo a atender as demandas do mercado.

Os Engenheiros Químicos, portanto, também tiveram que se atualizar, aplicando princípios de gestão de qualidade e otimização de processos.

Com o mercado em constante mutação e a crescente competitividade, a modernização das empresas e dos processos produtivos é essencial. A gestão de qualidade e a otimização desempenham um papel importante, constituindo uma base para aqueles que buscam a liderança no cenário contemporâneo.


Av. Pres. Antônio Carlos, 6627 - Pampulha, Belo Horizonte - MG

contato@sequfmg.com.br